Header Ads

Carol


Carol é um filme delicado, com duas ótimas atrizes e gratas atuações, mas em cima de um romance opaco. Ainda que o romance entre duas mulheres da década de 1950 soe curioso, em virtude do contexto temporal, não há grandes discussões sobre a temática gay no longa. No fundo é sobre a paixão entre duas pessoas que, por meio de uma simples troca de olhar, percebem que há algo mais entre elas.

Todd Haynes (Longe do Paraíso) dirige de forma discreta, como se apenas observasse o trôpego romance entre Carol (Cate Blanchett) e Therese (Rooney Mara). O longa nunca soa chato, mas também não empolga. Não fosse o talento de Blanchett e Mara, dificilmente Carol teria tanta simpatia em Hollywood.

Carol era uma boa oportunidade para debater o amor entre mulheres, mas optou por ser mais um romance. Nesse gênero já existem inúmeras obras primas e o filme está há anos luz de ser algo saboroso. Infelizmente, com alguns anos ninguém mais lembrará do longa. Uma pena pois prefiro Blanchett aqui, do que em Blue Jasmine, em que ela levou o Oscar.



Carol (2015)
Direção: Todd Haynes
http://www.imdb.com/title/tt2402927/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.