Header Ads

A História Verdadeira

Curioso é que A História Verdadeira, filme de estreia nas telonas do diretor Rupert Goold, fala essencialmente sobre o poder da mentira. As pessoas gostam e querem uma boa mentira. Seja um jornalista que enfeita demais uma matéria para conseguir a visibilidade desejada ou um assassino narcisista que tenta gerar mais notoriedade com seu caso do que de fato ele merece. De um lado Jonah Hill é o jornalista míope e de outro James Franco é o assassino ludibriador. Um serve de muleta ao outro nesse curioso caso real e adaptado para o cinema.

Fica muito explícito que Franco é realmente o assassino frio e mentiroso que matou a esposa e os três filhos pequenos. Mas só o jornalista parece não ver. Esse jogo funciona dentro na narrativa, mas no filme isso fica lento e insosso. Franco deveria enganar também o espectador, ao estilo Seven, mas não é esse o efeito que a direção de Goold deseja. O alvo é o jornalista e sua insistente perseguição por uma história, que não necessariamente, precisa ser totalmente verdadeira. Isso diminui um pouco o impacto do filme, mas de forma alguma o deixa menos interessante.

Ps.: A pequena participação de Felicity Jones, sobretudo na cena da música, é estupenda.



A História Verdadeira (True Story - 2015)
Direção:  Rupert Goold
http://www.imdb.com/title/tt2273657/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.