Header Ads

Mr. Robot - 2ª Temporada


A segunda e irregular temporada de Mr. Robot fala sobre controle e ilusão. Melhor, sobre a ilusão de achar que há como ter controle. Talvez a ideia da produção capitaneada por Sam Esmail tenha sido nos deixar tão à deriva e perdidos como o protagonista, Elliot. Longe de mim dizer que isso é um defeito, pois adoro a ousadia narrativa da série, mas está longe de dizer que foi uma temporada fácil. E quem disse que tem algo fácil em Mr. Robot?


O problema é que, enquanto ficamos ao lado de Elliot, ajudando-o a compreender seu mundo após os ataques de 9/5 (perceba como essa referência lembra o 11/9/2001 e os ataques às Torres Gêmeas) a trama anda muito pouco em relação a temporada anterior. Se na primeira temos o planejamento, a execução e algumas consequências do 9/5, aqui a narrativa dá poucos passos em direção a fase dois do grande plano para acabar com E-Corp. Essa temporada serviu mais para entender melhor a função de cada peça no tabuleiro. Do jogo mesmo, pouco se viu.

Há muita coisa boa, como o inventivo episódio em que parte dele ocorre dentro de um sitcom de comédia da década de 1980/1990. Tem o famigerado episódio em que a verdade de Elliot é esfregada em nossa cara e ficamos boquiabertos dizendo: filhodeuma£¢€¥ ele me enganou esse tempo todo!!! A horrenda relação entre E-Corp, Dark Army e governo chinês é bem densa, mas dá dicas que Elliot está lutando contra algo muito maior do que ele imaginava. Gostei muito da agente do FBI, Dominique(Grace Gummer), o que mostra que até parte do governo não tem a real dimensão da força e do alcance dos tentáculos do poder.



Apesar de arrastada, acredito que a personagem Angela (Portia Doubleday) tenha um papel crucial na história, o que vai conectar(ou desconectar) Elliot com o real vilão da trama [que eu ainda não sei bem quem é]. Mas o que ficou ruim mesmo foi a dúvida em relação a Tyrell. Essa dúvida não foi bem trabalhada ao ponto de assumirmos a posição de Elliot na cena final da temporada. Se Elliot duvida, deveríamos duvidar juntos. Isso traria o choque necessário para a conclusão da temporada.

Ainda assim essa foi um boa temporada, embora muito inferior a anterior. Não é fácil caminhar lado a lado de um protagonista que além de não saber o que está acontecendo, ele ainda te engana no meio da temporada. Mas é justamente essa a proposta da série ao dizer: você não tem o controle dessa série, portanto, não se iluda. Vamos ver onde toda essa ousadia e arrogância vai nos levar. Gosto assim, de gente arrojada, esquisita e que pense fora da caixinha. Só não sei se há o público necessário para manter essa série [estranha] no ar por muito tempo. Gostaria de estar errado. 

CENA PÓS-CRÉDITOS: Um amigo de Elliot (será que é mesmo?) aborda os foragidos Trenton e Mobley, o que pode ser o reboot da Fsociety, ou mesmo o começo do fim. Ou seja, mais dúvidas. Só sei que Elliot vai precisar formatar tudo e reinicializar o sistema que ele próprio destruiu.

Atira... quero ver se você tem coragem de se matar?

Mr. Robot - 2ª Temporada (2016)
Criação: Sam Esmail
http://www.imdb.com/title/tt4158110/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.