Header Ads

Pegando Fogo


Eu adoro cozinhar. Não sou tão bom como gostaria, mas dou minhas cacetadas. Pegando Fogo é uma agridoce história sobre o mundo dos chefs e a culinária de alto nível. Muitos gritos, arrogância, prepotência, gente falando francês e pratos exuberantes (se o povo cozinha com esse ódio todo, isso não deve ser bom.). Não chega a ser algo saboroso como um prato de Ratatouille, nem tem o aroma suave de Chef, mas a jornada Adam Jones (Bradley Cooper) tem um gosto palatável.

INGREDIENTES:

- Um ator na crista da onda, Bradley Cooper;
- Ótimos atores europeus;
- Uma excelente montagem;
- Muita comida bonita, bem fotografada e que fica bacana na tela.

MODO DE PREPARO:

Misture esses atores em uma trama um tanto simples demais, com boas atuações e que se não é um filme sensacional, no mínimo é um bom entretenimento. Doure tudo isso com uma boa direção, de John Wells, e acrescente um bom ritmo, com um excelente trabalho de montagem, com muitos cortes e muita comida saltando na tela. Unte uma forma com um final piegas, em que o protagonista tenta ser um chef mais parceiro e amigo. Mesmo não saindo um prato esplêndido, o filme toma o cuidado para não se queimar e estragar o paladar do espectador.

ORNAMENTAÇÃO:

Deguste Pegando Fogo sem grandes ambições, mas perceba lá no fundinho aquele sabor inusitado de Bradley Cooper evoluindo a cada novo trabalho, ainda que essa produção seja menos ambiciosa. Ele é o tempero especial que torna essa iguaria agradável, mas não surpreendente. Contudo, é preciso lembrar o mais famoso crítico gastronômico da história do cinema, Anton Ego: "... nós críticos devemos encarar, é que no quadro geral a mais simples porcaria talvez seja mais significativa do que a nossa critica.Pegando Fogo mostra um chef correndo atrás das três estrelas e aqui as têm.



Pegando Fogo (2015)
Direção: John Wells
http://www.imdb.com/title/tt2503944/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-

Tecnologia do Blogger.