Header Ads

Joy: O Nome do Sucesso


Não é coincidência que Joy: O Nome do Sucesso tenha início com uma cena bem "novelesca", pois de fato, o filme é um novelão, mas muito bem executado. Basicamente é um conto de fadas moderno, em que uma loirinha linda passa o filme inteiro sendo sucateada, e ela, persistente, acredita nas suas ideias e vai até o fim, em busca do sucesso. Tinha tudo para ser uma chatice piegas, mas ainda que não seja exuberante, Joy é bem contado, entretêm e, com certeza, será muito utilizado como filme exemplo empreendedor no Sebrae.

Em suma Joy: O Nome do Sucesso é o melhor filme do diretor David O. Russel, desde Três Reis. Ainda que Jennifer Lawrence esteja no seu habitual piloto automático, ela é a força/simpatia que empurra a narrativa. A batalha de Joy para emplacar sua invenção cativa o espectador, que torce, literalmente um esfregão, para que a moça tenha sucesso.

O problema do filme é que, mesmo com um talentoso elenco, com De Niro e Bradley Cooper, ele pouco agrega à estória. Mesmo a avó Mimi (Diane Ladd), que tem um papel importante, não tem tanta força como imagino que deveria ter. No fundo, é na importância temática do engajamento feminista que o longa se destaca. As mulheres estão tomando conta do planeta e essa pequena versão "girl power" do "sonho americano" além de bem executada, pode ser inspiradora para outras mulheres de negócio. Não é estupendo, mas também não chega ser sem gosto como TrapaçaJoy: O Nome do Sucesso terá sim sua parcela de sucesso, mas muito mais entre empreendedores iniciantes em busca de motivação.



Joy: O Nome do Sucesso (2015)
Direção: David O. Russell
http://www.imdb.com/title/tt2446980/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.