Header Ads

Boyhood: Da Infância à Juventude

Boyhood: Da Infância à Juventude será sempre reconhecido pela ousadia do seu realizador, Richard Linklater, em filmar ao longo de 12 anos com o mesmo elenco. Acompanhamos não só as dúvidas e anseios do menino Mason Jr., mas também a evolução física do ator Ellar Coltrane. Contudo, a frente dessa ideia sensacional, há um filme sensível, poderoso e que consegue, como poucos, mostrar o crescimento de um pequeno ser humano até se tornar um adulto. Linklater consegue de novo uma façanha cinematográfica única, por meio de dedicação e paciência, explorar a infinta complexidade humana utilizando como ferramenta a passagem de tempo.

Na outra grande obra prima da carreira (Antes do Amanhecer / Antes do Pôr-do-Sol / Antes da Meia-Noite), Linklater levou 18 anos e três filmes para construir sua reflexão sobre a relação amorosa entre um homem e uma mulher. Boyhood: Da Infância à Juventude tem proposta semelhante ao acompanhar Mason Jr. e sua família dos 5 aos 18 anos do protagonista. A passagem do tempo transforma o menino em um homem, mas também alfineta ao mostrar o gradativo envelhecimento da mãe, interpretada pela ótima Patricia Arquette. Veja como ela está linda, jovial e exuberante no início da projeção, até a fenomenal cena final do longa em que ela se cobra em virtude da velhice. As escolhas da mãe ao longo da trama pesam e muito na evolução do garoto, mas também mostram que as dúvidas, incertezas e os erros, não são privilégios dos jovens. Todas essas angústias trabalhadas no filme são apenas uma versão micro do que ainda estar por vir na vida adulta de Mason Jr..

O sempre parceiro de Linklater, Ethan Hawke, interpreta o pai de Mason Jr. É delicioso ver a forma com que a produção mostra visualmente a estagnação pessoal do pai, ainda preso em ideologias juvenis no começo do longa, até chegar a um visual bigodudo de um típico homem respeitável americano. Outro ponto que merece atenção é a contextualização temporal durante a passagem do tempo, ao mostrar eventos históricos importantes dos EUA e até a evolução dos videogames utilizados pelo garoto.

Boyhood: Da Infância à Juventude é um filme imprescindível sobre o tema juventude e que provoca reflexões consistentes e até um tanto raras no "cinemão" atual. Claro que isso não será uma surpresa para quem acompanha a carreira de do diretor Richard Linklater, que produz filmes belíssimos e bem quistos pela crítica e público, sem se esconder atrás do "pseudo-muro-intelectual" do chamado cinema alternativo. Quantos diretores novos possuem duas obras primas em seu currículo? É preciso reverenciar Linklater.



Boyhood: Da Infância à Juventude (2014)
Direção: Richard Linklater
http://www.imdb.com/title/tt1065073/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.