Header Ads

No Olho do Tornado

Com a incômoda sombra de Twister às costas, No Olho do Tornado consegue um resultado até eficiente, embora inferior ao filme de 1996. O maior mérito do longa é entregar um produto de ação bem feito, com uma boa dose de angústia, mas sobretudo, com efeitos visuais espetaculares. Claro que o currículo do diretor Steven Quale, que tem apenas a boa quinta sequência da série Premonição,  esconde algo que deve ser mencionado: ele foi assistente de direção de James Cameron em Avatar e Titanic. Opa, o sujeito está acostumado com coisas grandes.

O filme tem um bom nível de diversão e os protagonistas, os tornados, não fazem feio. Uma pena que o longa não consiga explorar com mais profundidade o impacto na vida das pessoas desses fenômenos quase indecifráveis da natureza. Há uma vontade de trazer para a trama as tragédias do furacão Katrina, que destruiu Nova Orleães em agosto de 2005, e o furacão Sandy, que afetou Nova Iorque e Nova Jersey em outubro de 2012. Ou seja, o tema ainda carece de uma produção que olhe com mais carinho para o drama das pessoas que perdem tudo e a todos em questão de segundos.

No Olho do Tornado não tem nada de extraordinário, mas consegue entreter em uma boa parte dos 89 minutos de duração. Ele só erra mesmo em insistir em usar o visual já batido de mockumentario, com as câmeras empunhadas pelos personagens. Sem graça e que não se mantém. Mas deixe para lá, o que importa mesmo são os tornados.



No Olho do Tornado (Into the Storm - 2014)
Direção: Steven Quale
http://www.imdb.com/title/tt2106361/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.