Header Ads

Assim na Terra Como no Inferno

Eis que um grupo de arqueólogos em busca do grande tesouro dos alquimistas, a Pedra Filosofal, descobre uma pista em que o artefato pode estar escondido nas catacumbas abaixo da cidade de Paris, onde há atualmente cinco a seis milhões de ossadas de pessoas mortas. A premissa de Assim na Terra Como no Inferno é espetacular e a cada movimento dentro das catacumbas o longa vai se tornando claustrofóbico, enigmático e em um determinado momento o espectador se pergunta: eles não vão conseguir sair dessa. O filme começa com um ar de Indiana Jones e evolui para algo próximo de Abismo do Medo. Ou seja, um dos melhores filmes de horror da temporada.

Dirigido por John Erick Dowdle, do fraco remake de [Rec] (Quarentena) e do igualmente fraco Demônio, o filme tem um tom e ritmo bem coeso, estruturando no início o conceito arqueológico da busca e pincelando com alguns bons sustos. O roteiro acerta em explorar o conceito de inferno particular, em que o que há de maléfico está dentro de nós. Ao transpor a fronteira do inferno (não é nada de diabo, fogo ou coisa rasteira) os personagens começam a lidar com seus próprios demônios e enfrentar um dos mais perigosos inimigos do ser humano, a sua consciência.

Assim na Terra Como no Inferno ainda tem uma solução final muito boa, que se alinha de forma majestosa até com o cartaz do filme. É sensacional ver um longa com uma ideia tão original no gênero do horror. Mesmo as câmeras sendo utilizadas equivocadamente como mockumentário, afinal, as câmeras não foram recolhidas ao longo da trama, esse tipo de filmagem deu um caráter de urgência delicioso e aterrorizante à narrativa. É tão bom tropeçar em filmes desse nível, na qual nem vi o trailer, apenas gostei do poster. Aliás, que poster magnífico.



Assim na Terra Como no Inferno (As Above, So Below - 2014)
Direção: John Erick Dowdle
http://www.imdb.com/title/tt2870612/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.