Header Ads

Isolados

Isolados é um longa tão irregular e mal conduzido, que lá pelas tantas o espectador já está torcendo pelos bandidos matarem logo o casal protagonista e acabar de vez com todo aquele sofrimento. Não do casal que está encurralado na casa, mas dos espectadores em ter que acompanhar um obra tão simplista.  Mas nada é tão ruim que não possa ficar pior. Além de ser um infeliz exercício do gênero horror do cinema brasileiro, o longa ainda apresenta uma conclusão metida a espertinha, tentando surpreender o espectador: "olha com te enganei". Um roteiro raso, uma direção preguiçosa e nem o esforço do talentoso Bruno Gagliasso consegue salvar a produção, que no meu entendimento, está destinada a ficar isolada do acesso ao público.

O longa se entrega excessivamente aos exercícios clichês do gênero, com aqueles sustos repentinos antecipados pela elevação da trilha sonora. Se isso tudo fosse executado com primor, que não é o caso, entregaria ao menos um filme eficiente. O casal emboscado pelos supostos assassinos, voltam para a casa, após tentarem fugir de carro, e passam uma noite tensa. Logo pela manhã, qual seria a primeira medida natural a fazer: tentar encontrar um meio de fugir. O roteiro ignora essa alternativa óbvia e deixa Lauro (Gagliasso) simplesmente curtir mais um dia trancado dentro de casa. Mas a frente Renata (Regiane Alves) está deitada a cama desenhando, como se nada estivesse acontecendo lá fora. A trama não soa verossímil, embora talvez seja sua intenção, em virtude da conclusão. Mas ainda assim é apenas uma escapatória para justificar as maluquices e erros do roteiro.

Ah, mas cinema de horror no Brasil é esse lixo mesmo, pode pensar algum leitor. Compreendo o preconceito do público brasileiro sobre o gênero, mas engana-se quem acha que o Brasil é ainda dependente do carismático e competente Zé do Caixão. Leitor, você merece conhecer o horrendo cinema praticado no país, com destaque para capixaba trash, Rodrigo Aragão, e seu Mangue Negro e Mar Negro. Há outros bons filmes do gênero feitos por aqui, confira uma lista.

Isolados talvez seja uma das primeiras produções do gênero no país com o amparo de empresas de grande peso, como a Telecine e distribuição de gigantes como a Downtown e Paris Filmes. Ou seja, horror brazuca chegando aos cinemas de shopping. Uma pena que Isolados seja uma escolha tão infeliz, afinal, com esse tipo de produção o preconceito com o gênero horror irá se perpetuar por muitos anos.



Isolados (2014)
Direção: Tomas Portella
http://www.imdb.com/title/tt2391094/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.