Header Ads

Um Sonho Possível

Um Sonho Possível era um daqueles filmes que eu adiava assistir, mesmo com o Globo de Ouro e Oscar recebidos pela versão loira de Sandra Bullock. Eu que amo futebol americano, nem sei por que adiei tanto conferir esse longa, que assumo, peguei-me com os olhos marejados diante da linda história de Michael Oher e a família de Leigh Anne Tuohy.

A história é um drama clássico de redenção social em que um abandonado e gigante garoto negro da periferia é acolhido por uma bondosa e extravagante madame da alta sociedade, que por trás do requinte e glamour, se esconde uma alma de mãe. Toda essa linda história irá culminar em um estonteante jogador de futebol americano, que com apenas cinco temporadas já se sagrava campeão da NFL. É um daqueles cases de menino pobre, que enfrentou as agruras da vida e com um empurrãozinho da sorte, conseguiu atingir o sonho americano. Ué, no Brasil o futebol tem centenas de casos semelhantes, mas por que não os vemos no cinema?  

O mais legal do filme é a dúvida de quem é mais fácil de transpor: um tackle do gigante Michael ou a firmeza da Sra Leigh? Bullock traz uma aura adorável ao longa e por mais que o jogador Michael Oher diga que o filme não é totalmente preciso sobre os fatos, gostei muito dessa versão da história. Se eu lhe contar algo e você contar para uma outra pessoa, certamente não será idêntica a minha versão. Ou seja, toda história é apenas uma versão dos fatos.



Um Sonho Possível (The Blind Sid - 2009)
Direção: John Lee Hancock
http://www.imdb.com/title/tt0878804/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.