Header Ads

Mesmo Se Nada Der Certo

O nome do diretor John Carney não é muito reconhecido, mas sua breve carreira possui um petardo audiovisual (muito mais áudio) chamado Apenas Uma Vez, cujo conceito do filme e a trilha sonora são sublimes. Retornando à temática "filmes canções" o diretor consegue outro ótimo resultado em Mesmo Se Nada Der Certo, que pode não ser esplêndido visualmente, mas é igualmente delicioso para quem escuta. Opa, mas estamos falando de cinema ou música? Os dois.

Temos então Keira Knightley (Orgulho & Preconceito) se mostrando uma graciosa cantora que precisa enfrentar o fim de seu relacionamento com um cantor em plena ascendência ao sucesso. Curiosamente foi bem estratégica a estréia de Adam Levine (vocalista do Maroon 5) nas telonas ao interpretar um cantor. Apesar de previsível, o sujeito funciona bem, sendo auxiliado pelas ótimas canções que tem ao longo da trama. E claro, temos o meu loser favorito Mark Ruffalo, interpretando um produtor musical em descrédito.

A ideia musical proposta pelo roteiro é saborosa, mesmo que a história não seja a mais original. O que importa é que o filme funciona. Tem suas risadas, seus momentos reflexivos e até pode suscitar algumas lágrimas nos mais sensíveis. Mesmo Se Nada Der Certo é uma viagem musical sútil e que pode encantar quem abrir os olhos para ver e os ouvidos para escutar. Contudo, a força do filme está no poder de nos fazer sentir muito melhores, após seus breves 104 minutos.

Recomendo a trilha sonora:
https://www.youtube.com/watch?v=G5_9YPRJ7aw




Mesmo Se Nada Der Certo (Begin Again - 2013)
Direção: John Carney
http://www.imdb.com/title/tt1980929/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-

Tecnologia do Blogger.