Header Ads

Festa da Salsinha


O poster avisa: essa não é uma animação para crianças. Realmente. Perceba a sugestão sexual da salsicha no meio do pão. É óbvio que eu tinha que conferir que bizarrice era essa. Vamos ao plot. Eu sou um salsicha e meu sonho é ser levado pelo "Deus Homem" para fora da minha casa, no caso, um supermercado. E seguindo essa linha doutrinária (uma religião?) que todos os demais produtos acreditam e anseiam em serem arrebatados por uma grande e faminta pessoa. Mal sabem o quão aterrorizante é a vida de um tomate em uma cozinha, ou uma batata sendo escaldada viva em uma panela com água fervendo, ou o pior de todos, como é ultrajante o que fazem com um rolo de papel higiênico. (Gargalhadas - A cena do papel higiênico é sensacional). 

Em Festa da Salsicha temos uma animação adulta cheia de palavrões, conteúdo inadequado e receio que nem menores de 21 anos deveriam ver. É justamente essa loucura o grande trunfo da produção.

A trama é simples e até bobinha, mas é bacana a maneira como cada sequência tem sua vida e acaba mandando uma mensagem. A cena da cozinha parece um filme de horror slasher, que teria muito sangue, caso as vítimas mais fossem alguns legumes e um grupo de salsichas. Mas a cena que vai ficar na memória é a suruba comemorativa no fim do filme. Uma das coisas mais horrivelmente engraçadas que vi. Claro que é um humor idiota e sexista, típicas da trupe de Seth Rogen, mas aqui soa original. Tem uma cara de Beavis and Butt-Head e South Park, que eram animações imbecis, mas a maioria não nega que já os viram e repetidas vezes.

Festa da Salsicha ainda propõe um final bem maluco e que renderia uma boa continuação, meio animação, meio live action, ao estilo de Uma Cilada para Roger Rabbit. Eu assistiria, o que já mostra que apesar de toda loucura, o filme me fisgou. Mas eu não conto, eu nasci idiota assim mesmo.



Festa da Salsinha (2016)
Direção: Greg Tiernan, Conrad Vernon
http://www.imdb.com/title/tt1700841/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-

Tecnologia do Blogger.