Header Ads

Floresta Maldita


O que me leva a ver um filme chamado Floresta Maldita? O conceito é bom pois nos leva para a Aokigahara uma floresta misteriosa no Japão, famosa por seu alto índice de suicídios. Reza a lenda que muitos que entram não saem, pois há algo sobrenatural lá que não os deixa sair. Em média, são encontrados cem corpos por ano, alguns em avançado estado de putrefação ou até mesmo somente seus esqueletos. Não é um plot legal? Pois é, pena que o diretor estreante Jason Zada não teve competência para trabalhar com esses elementos.

O filme é pobre, ponto final. Nem a boa atriz Natalie Dormer (Game of Thrones), usada duplamente como gêmeas, consegue salvar esse equívoco. Para que visualizar o mal, com monstros, fantasmas ou aparições? Sentimos mais medo do que não vemos do que propriamente daquilo que está diante dos nossos olhos. Uma floreta que tem esse tipo de atmosfera deveria ganhar um filme que contribua ainda mais para ar amaldiçoado que a cerca. Vamos torcer para que Gus Van Sant consiga um resultado melhor em Mar de Árvores, outro filme que também vai explorar os mistérios dessa floresta aos pés do monte Fuji.



Floresta Maldita (2016)
Direção: Jason Zada
http://www.imdb.com/title/tt3387542/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.