Header Ads

Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

Parafraseando (poeticamente) Rubens Ewald Filho: Chocou o mundo e eu não fiquei sabendo? Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo pode soar pedante na péssima versão em português do título, mas é um longa denso, interessante e amargo. Acompanhamos o estranho John du Pont (Steve Carell atrás de uma maquiagem de gosto duvidoso), herdeiro do império da empresa DuPont, que como todo playboy aristocrata que não tem o que fazer, arruma um hobby excêntrico para ter como passar o tempo e gastar o seu infindável dinheiro. Ele acredita na América, na força do seu país e uma maneira de representar esse seu nacionalismo é destinando recursos para formar um grande time de luta greco-romana (mais conhecida no MMA como wrestling). É aí que entram os irmãos lutadores Mark (Channing Tatum) e David Schultz (Mark Ruffalo), cuja parceria com Sr. DuPont será inesquecível para ambos.

O diretor Bennett Miller tem poucos filmes na carreira, mas são expressivos - Capote e  O Homem que Mudou o Jogo. Em Foxcatcher ele pega uma história, praticamente desconhecida (pra quem chocou o mundo hein?) e consegue extrair tantas nuances e reflexões. O trio de protagonistas está muito bem, mas destaco a atuação Channing Tatum, que apesar de não ter sido lembrado nas premiações, conseguiu a melhor performance da carreira. Carrel e Ruffalo são talentosos e fizeram o que sempre fazem.

Claro que soa previsível o final, diante do clima árido e hostil que a trama é envolvida. Mesmo sabendo o que vai acontecer, é doloroso saber que aquilo realmente aconteceu. É bom ficar de olho nesse diretor, Bennett Miller.



Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo (2014)
Direção: Bennett Miller
http://www.imdb.com/title/tt1100089

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.