Header Ads

Uma Vida Melhor

Pontuo com meus amigos que assistir os filmes indicados ao Oscar propicia boas surpresas. Na maioria das vezes, os melhores longas estão escondidos entre as indicações de roteiro, ator coadjuvante, entre outras. Uma Vida Melhor tem um daqueles títulos clichês, tipico de filmes de auto-ajuda. É, também existe esse subgênero no cinema. Entretanto, após embarcar na história de Carlos Galindo, cuja atuação extraordinária de Demián Bichir lhe rendeu a indicação ao Oscar, o espectador passará a enxergar de forma diferente a migração de mexicanos para os EUA.

O longa mostra o esforço de um pai, um imigrante ilegal mexicano nos EUA, que trabalha exaustivamente como jardineiro para propiciar um futuro melhor ao filho. Claro que o jovem Luis, como grande parte da juventude de imigrantes mexicanos, não consegue ver muitas opções para sua vida, como também ser um modesto jardineiro ou entrar para uma gangue e torna-se um traficante de drogas.

À primeira vista Uma Vida Melhor  pode soar previsível, com cara de filme melodramático com uma lição de moral final. No fundo, ele é isso mesmo. O que o diferencia é que, de fato, o filme propicia uma experiência emocional dilacerante. Como latino que somos, eu e você leitor, a figura paterna e materna representam signos de supremo respeito e devoção. Natural que lá pela metade do longa, o espectador está totalmente engajado no drama de Carlos Galindo e sua procura pela caminhonete. Não há como não torcer. Tamanho é o engajamento pela trama, que o espectador vai estar sentadinho ao lado de pai e filho no impactante diálogo entre os dois, no terceiro ato do filme. E, como já era previsto, você espectador estará nadando em lágrimas. Isso, simplesmente, por que também somos latinos.

Diferente de À Procura da Felicidade, em que o enredo mostra a redenção e a dificuldade de se atingir o sonho americano, Uma Vida Melhor opta pelo caminho da dura realidade dos mexicanos que residem nos EUA. A vida não é fácil, mas com algum esforço e driblando alguns atropelos, ela pode ser melhor. O longa não mostra em momento algum que a vida de Carlos e Luis Galindo vai realmente melhorar, mas que é preciso seguir trilhando o caminho e buscando o objetivo. É um discurso excepcional para um período da humanidade em que se busca resultados da maneira mais rápida e simplista possível.



Uma Vida Melhor (A Better Life - 2011)
Direção: Chris Weitz
http://www.imdb.com/title/tt1554091/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com 
-
Tecnologia do Blogger.