Header Ads

Maze Runner: Prova de Fogo

E não é que Maze Runner: Prova de Fogo passou no teste de "fogo" e se sai até aqui melhor que seus adversários das sagas Divergente e Jogo Vorazes. O segundo capítulo continua a mesma correria dessa turma de jovens, que agora não é mais em um labirinto, mas com um objetivo definido: corra para as montanhas.

Com um ritmo alucinante e boas sequências de ação e suspense o longa é muito eficiente em entreter seu público alvo, infanto-juvenil, e plantar as sementes necessárias para que eles continuem interessados na história. Em Maze Runner: Correr ou Morrer eles fogem do labirinto e fogem da tirana Ava Paige. Em Maze Runner: Prova de Fogo eles são resgatados para um alojamento, mas logo descobrem que é uma nova prisão e precisam correr, novamente, em fuga. Já ficou bem explícito que o lance da saga é correr e correr.

O maior receio é que nessa correria intensa o longa não conseguisse criar um laço de empatia entre o público e o drama dos jovens. Nesse capítulo conseguimos nos engajar melhor com as escolhas de Thomas (Dylan O'Brien), apesar dos outros personagens serem mal explorados, sobretudo a garota. O espectador entende a vontade de Thomas em enfrentar aquilo tudo e encontrar uma solução melhor do que utilizar jovens como cobaias a procura da cura.

Maze Runner: Prova de Fogo tem uma urgência interessante e o filme funciona melhor que seus parceiros de sociedade distópicas, sobretudo em estabelecer um elo entre o drama do protagonista e o espectador. Vamos ver como Thomas e sua turma vão enfrentar essa enrascada de projeção mundial. Só espero que a adaptação do dois próximo livros continue nesse ritmo, gerando bons filmes e sem tropeçar na própria pretensão.



Maze Runner: Prova de Fogo (2015)
Direção: Wes Ball
http://www.imdb.com/title/tt4046784/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.