Header Ads

A Travessia


A Travessia pode até relatar a impetuosa ousadia do artista e equilibrista Philippe Petit para atravessar as torres gêmeas do World Trade Center, em 1974, mas no fundo é uma poética homenagem de Zemeckis (Forrest Gump) a tudo que aquelas torres representam, seja para os americanos, ou para um simples e corajoso francês. Carregado de uma computação gráfica espetacular, em que você sabe que é tudo de mentira, mais ainda assim as mãos suam e a tensão deixa aquele nó na garganta, o filme nos coloca lá em cima, caminhando naquele fino cabo de aço, se equilibrando e sem ar. Quando você acha que a agonia vai terminar, Philippe dá meia volta e continua na corda e vem à boca a frase: Pelo amor de Deus, meu filho, sai daí. O filme te fisgou completamente.

Claro que esse deleite do último ato não é igual a preparação dos dois atos anteriores, mas ainda assim é saboroso acompanharmos o amadurecimento do sonho de Philippe, de atravessar as torres gêmeas. O sujeito é maluco e um tanto arrogante, mas convenhamos, tem que ser para sonhar algo dessa magnitude. O que me deixou satisfeito foi a maneira singela com que Robert Zemeckis transforma essa esplêndida biografia, que já foi retratada no ótimo documentário O Equilibrista, em uma homenagem à importância das torres do World Trade Center para o povo americano. Bin Laden e seus parceiros suicidas não destruíram apenas o símbolo da supremacia e excelência da sociedade americana, eles arruinaram o palco de uma das maiores obras/performances artísticas da história da humanidade.

Talvez A Travessia não seja o filmão que os críticos de arte esperam de alguém tão capacitado e talentoso como Zemeckis. Assim como em seu filme anterior, O Voo, temos uma excelente história sendo bem contada e propiciando uma boa reflexão aos espectadores. Se perguntar a qualquer pessoa, certamente a maioria irá lembrar da Monalisa, de Da Vinci, e quase ninguém saberá da obra Philippe Petit, o equilibrista das torres gêmeas. O mesmo ocorre se perguntarmos sobre World Trade Center. Vão lembrar apenas dos aviões da Al-Qaeda no fatídico, 11/9. Uma pena que tanto na vida quanto no cinema as pessoas parecem não apreciar as pequenas obras primas.



A Travessia (The Walk - 2015)
Direção: Robert Zemeckis
http://www.imdb.com/title/tt3488710/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.