Header Ads

Quero Matar Meu Chefe

Atire a primeira pedra aquele que nunca teve vontade de matar seu chefe. Aliás, quando atirar, mire na testa do meu - ele merece. Todos nós, ao menos um dia, já desejamos matar nossos chefes. Apesar da deliciosa premissa, Quero Matar Meu Chefe soa engraçadinho, mas bem aquém do que poderia render.

O elenco recheado de nomes conhecidos como Kevin Spacey, Colin Farrell, Jennifer Aniston, Jason Bateman e Jamie Foxx atrai a atenção para o filme, mas com tanta gente, há pouco espaço no roteiro para que cada um encontre seu espaço. O roteiro tenta se concentrar no trio de empregados que montam um plano para matar seus respectivos chefes.  Já na espinha dorsal da história há um erro grave, pois o assédio sexual da chefe tarada, vivida por Aniston, não se mostra nunca como afronta digna de uma vingança por assassinato. Esse tropeço fica evidente no andamento da história na qual o trio se concentra mais em matar as personagens de Spacey e Farrell. Aniston parece ter sido convidada apenas para mostrar suas belas curvas na tela. Um desperdício de talentos em um roteiro que perde uma boa chance de explorar um aspecto humano tão comum - a raiva pelo chefe. Muitos diretores não compreendem que o gênero da comédia é talvez a melhor forma de fazer uma análise e crise social sem soar tão ofensiva. Adoramos rir das próprias mazelas, mas os realizadores do filme não conseguiram perceber a chance que tinham em mãos.

Quero Matar Meu Chefe tem seus momentos engraçados com algumas gags pontuais, mas no balanço final, é apenas mais uma comédia para se assistir no final de semana, quando não se tem mais nada interessante para ver.


Quero Matar Meu Chefe (Horrible Bosses - 2011)
Direção: Seth Gordon
http://www.imdb.com/title/tt1499658/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com 
-
Tecnologia do Blogger.