Header Ads

Maggie: A Transformação

O que esperar de uma produção com um dos ícones dos filmes de ação, Arnold Schwarzenegger, em um drama zumbi? É isso mesmo, por mais estranho que soe, Maggie: A Transformação é um longa estranho, sensível e aborda de maneira sútil e quase única a nova moda zumbi, retomada nas telinhas e telonas após o sucesso de Walking Dead. Não espere bichos para morder, correria, rios de sangue ou algo comum no gênero, esse longa é um drama seco, duro e talvez ácido demais.

Poxa vida, como pode esse filme ganhar quatro estrelas então, deve se perguntar o leitor. Tem algo novo na abordagem que me tocou e espero que possa ser ainda mais explorado em outros filmes. Lembrou-me um pouco o duríssimo A Estrada, onde a dor é explorada por conta das escolhas dos personagens. A cena final de Maggie: A Transformação amplia a reflexão sobre o tema discutido, onde poderíamos muito bem trocar a fictícia praga zumbi pela realistas doenças degenerativas ou outras doenças terminais, na qual um pai nunca desiste de um filho. O filme não é espetacular, mas tem algo primoroso escondido ali no meio. Vale a pena procurar.



Maggie: A Transformação (2015)
Direção: Henry Hobson
http://www.imdb.com/title/tt1881002/

 The Lazarus Effect</p><p>(2015) on IMDb 

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.