Header Ads

Game of Thrones - 5ª Temporada

Após um trôpego começo de temporada, com muitas mexidas no tabuleiro, mas com poucas peças sendo realmente abatidas, o xadrez da quinta temporada de Game of Thrones soou um pouco chato. Mas malandramente, os produtores da série lembraram da máxima hitchcockiana: prepare o melhor para o final. Os quatros últimos episódios deram um sacode na audiência e as mortes voltaram a reinar Westeros. Curiosa essa última frase, pois depois da sufocante morte que fecha a temporada (ufa, consegui evitar o spoiler) começo a pensar que será realmente os MORTOS, leia-se white walkers, que vão sentar e reinar no trono de ferro.

Apesar do andamento irregular, eu gostei da maneira como o roteiro conseguiu dividir os espaços e o tempo para os personagens. Tivemos um pouquinho mais de Stannis Baratheon, o que se fez explicável, afinal, mostrou o que um homem pode fazer para conseguir o que deseja e as consequências dessas escolhas. Até a pedante Daenerys Targaryen teve algo mais circunstancial nessa temporada, terminando de uma forma bem ambígua e com ela, pela primeira vez, um tanto indefesa.

As garotas Starks tiveram o seu espaço. Sansa sendo convidada a ser estuprada e mostrando ao público como de fato funcionava os casamentos arranjados do passado. Arya que começa a se tornar a assassina que todos queremos que ela se torne. Jon Snow foi disparado o melhor personagem da temporada, com a épica batalha contra os White "Walking Dead" Walkers e a maravilhosa cena dos mortos levantando e se juntando ao exército gelado. Snow fez tudo certo e dava orgulho apostar nele para o "dono do trono". Eis que o FDP do George R.R. Martin nos trai e nos apunhá-la, mas sem antes dizer: "For the Watch - pela muralha". Valeu pela sensação boquiaberta durante os letreiros finais, que me lembrou outro trágico final de temporada de Dexter.
 

É fundamental pontuar a melhor atuação da temporada com a talentosa Lena Headey, que dá vida a rainha mãe-demonha, Cersei Lannister. Que cena aquela dela nua descendo pelas vielas de Porto Real e sendo enxotada pela população. Valei-me Deus, estou me cagando todo só de pensar como será a vingança dela. As ruas vão ficar tingidas de rubro por anos. Mas no fundo é isso que gostaria de ver.

Game os Thrones não precisa ser espetacular os dez episódios, pois isso é realmente difícil em uma trama medieval. Ele faz o que justamente precisa para nos manter ligados à série: da pequenos aperitivos que nos fazem salivar pelo prato maior. Não foi uma temporada maravilhosa, mas vou esperar mais um ano para saborear a próxima iguaria. Assim como numa maratona, não é o mais rápido que vence, mas o que tem o melhor ritmo. Nessa toada, dá para companhar 10 temporadas de Game of Thrones. Só espero que isso aconteça antes que o Inverno Chegue....   



Game of Thrones - 5ª Temporada (2015)
Criação: David Benioff, D.B. Weiss
http://www.imdb.com/title/tt0944947/

   The Lazarus Effect
(2015) on IMDb
Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com -
Tecnologia do Blogger.