Header Ads

The Raid: Redemption

O gênero de ação há alguns anos carece de bons filmes. Carência essa que fez Stallone perceber a brecha no mercado e realizar o aborrecido Os Mercenários, que mesmo não sendo bom, vai ganhar continuação. Diante de uma Hollywood careta, resta-nos girar nos calcanhares e olhar para o outro lado, para Indonésia. The Raid: Redemption possui uma premissa interessante com uma dose inicial de muita ação e coreografias aceleradas de lutas marciais. Entretanto, não empolga os cinéfilos mais treinados, pois o longa, no fundo, é uma boa compilação de muitos outros filmes já realizados no cada vez mais clichê gênero de ação.

Durante uma ação policial a um prédio, tomado por vândalos e traficantes, o novato Rama busca muito mais do que limpar a escoria de bandidos que lá habitam, ele precisa resgatar algo maior. Contudo, a ação policial precisa ser milimetricamente realizada, pois um erro fatalmente decretará a morte de todo o grupo... e convenhamos, o erro acontece e o filme explode, quase que literalmente.

A ideia da trama se passa totalmente dentro do prédio, com os policiais acuados e tentando sobreviver. Isso permite transferir, inicialmente ao espectador, um delicioso sentimento de urgência e tensão. Pena que o roteiro deixa-se levar em demasia pelas belas cenas coreografadas das lutas, esvaziando assim o ar carregado e o semblante de medo dos policiais, que não sabem o que vão encontrar ao ultrapassar a próxima porta. Infelizmente, a trama segue o lugar comum e não ousa em ser a expedição solitária de Rama em busca do que realmente procura dentro daquele prédio. O filme acaba seguindo o caminho fácil do clichê, que chega ao ápice com a já manjada cena do policial bandido infiltrado no pelotão.

The Raid: Redemption acaba se tornando um belo espetáculo de lutas, o que pode até prender o espectador tornando o filme menos entediante. Mas é uma pena. Com um começo promissor, a produção se contenta em ser apenas melhor que os atuais filmes americanos de ação, o que lá não é algo tão difícil assim. Vale a pena conferir e ver o que está rolando do outro lado do mundo, porém, cuidado, as cenas são fortes. The Raid: Redemption está sendo muito mais cultuado pelo seu alto índice de violência explícita, do que pela sua história.



The Raid: Redemption (The Raid: Redemption - 2011)
Direção: Gareth Evans
http://www.imdb.com/title/tt1899353/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com -
Tecnologia do Blogger.