Header Ads

Valente

Depois da escorregada em Carros 2 a Pixar reage bem trazendo as telonas a coragem feminina de Merida, uma jovem ruivinha e seu dilema entre a tradição e a liberdade. Mesmo que residindo longe das obras prima já realizadas por esse fabuloso estúdio de animação, Valente é uma animação satisfatória e envolvente. No fundo, é uma experimentação interessante da Pixar tentando atingir um público um pouco mais jovem, com dramas mais típicos da adolescência. Lá se vão 17 anos após o lançamento de Toy Story, em 1995, e essa tenra fábrica de animações já está virando uma linda mocinha, não acha?

Natural que a Pixar tente fisgar novamente a molecada que se maravilhou com seus filmes anteriores. Valente é sem dúvida o longa com a maior incidência de violência no portfólio do estúdio. Isso já fica claro no poster, com a heroína portando um arco e flecha. O filme  é realmente mais ousado, pois até bundinhas de bárbaros são apresentadas na tela. Claro, que tudo isso muito bem empacotado para torna-se deliciosas gargalhadas na sala escura. Contudo, fica realmente nítido o apelo "teen" com a trama central focada na discordante relação entre Merida e a mãe.

Valente pode até ser um filme menor, se comparada as avassaladoras animações anteriores, mas no fundo tem uma história interessante e, que, pode ser muito bem aproveitada pelos pais. A mulecada cresce, e eles terão visões diferentes e até discordantes com os pais. Durante o crescimento deles, é natural o conflito. Tão importante quanto ter uma linha a seguir para educar uma criança e saber escutá-la e fazer os ajustes necessários para que esse caminho seja tranquilo. Se ceder demais, eles podem ficar excessivamente mimados. Muito rigidez, pode torná-los arredios. Engraçado como essas fábulas com princesas, rainhas, bruxas e vilões continuam funcionando para discutir e ensinar valores. Certamente não é o melhor filme da Pixar, mas isso não é desculpa para não vê-lo.

Ps.: O curta-metragem La Luna, que é exibido antes do filme, é uma obra de arte.


Valente (Brave - 2012)
Direção: Mark Andrews, Brenda Chapman. Steve Purcell
http://www.imdb.com/title/tt1217209/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.