Header Ads

Hidden

Temos em Hidden uma perspectiva bem inusitada dos filmes terror de contágio apocalíptico (acabei de criar esse subgênero). Mãe, pai e filha estão presos em uma espécie de bunker e contam os dias e os poucos suprimentos que restam. Por que eles estão ali? Por que não saem? O que temem? Aos poucos o roteiro vai respondendo essas questões, enchendo o espectador de angústia até o momento derradeiro: Vixe Maria, PQP. Fiquei estupefato com a revelação de quem e o que são os monstros. Uma ideia brilhante.

O longa não consegue ir muito longe, afinal, não há muito a acrescentar em uma trama de contágio apocalítico que coloca uma cidade em quarentena. O foco sempre são as relações humanas e como o problema as afeta. O trio familiar funciona muito bem, com destaque para a garotinha interpretada por Emily Alyn Lind. No fundo, Hidden é uma estória comum para o gênero, mas que ganha sabor com sua inusitada escolha quanto ao vilão. As vezes, uma boa solução surge ao simplesmente mudar o ângulo que se enxerga um determinado problema, ou mudar os itens de lugar. Simples e funcional. Como filme de estréia os diretores e irmãos The Duffer Brothers já surgiram chutando a porta. É bom ficar de olhos neles.



Hidden (2015)
Direção: The Duffer Brothers
http://www.imdb.com/title/tt2131532/

  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.