Header Ads

5ª Mostra CineBH faz espectadores de Palhaço


O primeiro dia da 5ª Mostra CineBH começou como era de se esperar - bagunça. Uma grande fila para ver o esperado filme O Palhaço, de Selton Melo, e promessa de 400 lugares para os espectadores no Cine Santa Tereza. Infelizmente, não devia ter nem 300 lugares. Muita gente ficou de fora e outras ficaram em pé dentro da sala. Programado para ser exibido as 20h30, o longa só foi começar lá pelas 21h40. Como as autoridades presentes não iriam ver o filme, algumas cadeiras acabaram disponíveis e a organização do evento convidou mais gente para entrar. Pena que essa "boa ação do ano" foi feita com o filme já em andamento.

A tela utilizada para exibição nem de longe estava preparada para a razão de aspecto 16:9 ou cinemascope. A tela estava mais para quadrada do que retangular, ou seja, ao que tudo indica, ou retalharam as laterais do filme ou deram uma achatada. Contudo, o que me fez levantar antes de 10 minutos de projeção foi o horrível sistema de som, que jogava a ambientação sonora pelos lados da platéia e poucos conseguiam ouvir a voz da personagem de Selton Melo. A falta de respeito com o filme O Palhaço, me fez levantar e ir pra casa. Prefiro aguardar o lançamento nacional do longa, previsto para 28/10.

Assim como as chatíssimas e desorganizadas Mostras de Tiradentes e Ouro Preto, também produzida pela mesma empresa responsável pela Mostra CineBH, A Universo Produção, fico triste em ver como esse festivais de cinema são esculachados aqui em BH. O filme era para ter sido exibido no grande telão da praça, com muita gente vendo. Talvez falte mesmo é uma boa assessoria de comunicação e marketing para eles. Convenhamos, esses produtores de arte em BH querem mais é serem felizes, dane-se o profissionalismo.

Sai com cara de palhaço. Sorte deles não terem me encontrado, pois o meu clown referência se chama IT.

O Diretor do site Cinema em Cena, Pablo Villaça, publicou essa reclamação em seu blog. Quem já conferiu as Mostras de Tiradentes e de Ouro Preto, sabe que organização não é a melhor parte desses eventos. Pablo já relatou em seu blog alguns outros incidentes com os produtores dessas mostras.

A razão dessa postagem é deixar registrado na web o infeliz incidente relacionado a pré-estréia do aguardado segundo longa de Selton Melo. Talvez tenha chegado a hora de discutir a qualidade dessas mostras e a "patota monopolizadora" que realiza esse eventos. É uma pena que a melhor mostra de cinema de Minas, o Indie, não tenha a valorização que mereça. 
Tecnologia do Blogger.