Header Ads

Heroes S02 E04 E05


Heroes continua bem chato. Tão chato que o relacionamento da Claire e suas mentirinhas para o pai estão me deixando mais interessado pela temporada. De qualquer forma, como previsto, Sylar encontrou os irmãos Maya e Alejandro e sentiu na pele o poder da garota. Ele deve estar bem puto, pois sua capacidade de roubar os poderes dos outros foi comprometida, logo agora, que uma dádiva do mal, como esta, cai em suas mãos.

Dois pontos positivos marcaram os episódios. Primeiro, conhecemos o pai de Matt Parkman e sua incrível capacidade mental de criar ilusões, a lá Charles Xavier. Entretanto, soa meio forçado que todos os integrantes da companhia, até então jurados de morte, são pais ou parentes dos personagens protagonistas. Como cita Rafa, no Blog Falando Série, "daqui a pouco descobriremos que Deveaux é, na verdade, pai de DL e que Micah é seu neto. Ou que a mulher na foto ao lado do pai de Matt é mãe de Nikki/Jessica." Só espero que os roteiristas sejam inteligentes para fundir isso com propriedade.

Monica, prima de Micah, é uma nova e interessante personagem introduzida a série. Ela possui a capacidade de copiar e replicar tudo que observa. Tudo bem que não a melhor coisa do mundo, mas para lentidão da atual temporada, ela é disparada a personagem mais emocionante até aqui, basta conferir a cena do chute.

Meditei muito sobre Heroes e percebi que o tom frouxo da narrativa na segunda temporada deve-se ao deslocamento de Hiro Nakamura. Hiro é a alma da série, e seu deslocamento para a sub-trama do Japão medieval está maltratando os seus fãs. Espero que tenha funcionalidade toda essa perda de tempo, pois senão, a série poderá pagar um alto preço no futuro com a retomada das temporadas de 24 Horas e Lost.
Tecnologia do Blogger.