Header Ads

Open Grave

A premissa é muito interessante. Um sujeito acorda numa vala cheia de corpos mortos e não lembra quem é, e o que está fazendo ali. Uma corda aparece e ele é resgatado. A questão é: por que ele estava nessa vala? E por que todos desconfiam que ele é o responsável por todas aquelas pessoas mortas? Open Grave começa bem saboroso e confuso. Você vai montando as pecinhas da memória do tal sujeito (Sharlto Copley) e descobrindo ao mesmo tempo que ele. A dinâmica tem um início promissor, contudo o desenvolvimento é trôpego. A direção de Gonzalo López-Gallego (Apollo 18 - A Missão Proibida) fica um pouco perdida em definir qual o ritmo em que os espectadores vão descobrir o que de fato está acontecendo.

O grande problema do filme é que, quando a resolução é apresentada, ela soa menos saborosa do que deveria. Ainda assim, conceitualmente, a proposta é boa. Imagine que Open Grave poderia funcionar bem como um prólogo desses filmes de zumbis ou doenças que arrebatam a humanidade. Se o longa propusesse ao seu fim um espécie de loop, a história recomeçar com o tal sujeito na vala sendo novamente resgatado pela mesma pessoa e ele perguntar: quem é você? Soaria bem mais engenhoso. Uma pena. Uma boa ideia, que merecia um pouco mais de trabalho na lapidação do roteiro.



Open Grave (2013)
Direção:  Gonzalo López-Gallego
http://www.imdb.com/title/tt2071550/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.