Header Ads

Rambo IV

Depois da apreciável sexta continuação da série Rocky (Rocky Balboa) no ano passado, a quarta edição de Rambo despertou certa curiosidade. Infelizmente, o amadurecimento de Stallone visto no longa do boxeador, em Rambo IV é substituído pelo saudosismos anos 80 com leves toques de sadismo.

O filme é uma espécie de ode aos grandes filmes de ação das décadas passadas. É uma soma de Braddock – O Super Comando, O Predador, Comando Delta, entre outros em que as metralhadoras são praticamente as protagonistas. Para os amantes do gênero o longa é um prato cheio – muita ação, sangue, cena de redenção e uma estória que... ah, dane-se a estória. Defendo a escolha de Stallone, que realizou este projeto focado no público que construiu a sua carreira. Uma pena que parte deste público, em que me incluo, felizmente evoluiu.

Para os fãs de filme de horror, Rambo IV é disparado o filme mais sangrento da temporada. A computação gráfica é utilizada ao extremo para produzir cabeças perfuradas à bala, pedaços de corpos voando pelos ares e cenas extremamente sádicas. Lá no fundo, a construção maniqueísta da trama faz o espectador implorar para que Rambo trucide os oponentes. É isso que ele faz. Como ode aos filmes de ação do passado Rambo IV é aceitável e irá agradar os fãs. Porém, os demais espectadores irão torcer o nariz e olhar com pesar para o precipício na qual a carreira de Stallone caminha.


Rambo IV (2008)
Direção: Sylvester Stallone
Elenco: Sam Elliott, Sylvester Stallone, Matthew Marsden, Graham McTavish, Julie Benz.
Duração: 93 min

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
Tecnologia do Blogger.