Header Ads

Apocalipse

Zumbi tá na moda. Proliferam os filmes do gênero, mas grande parte cai na mesmice do terror raso e de sustos já vistos antes. Apocalipse (nome ruim a beça, tanto quanto original em inglês) tenta se ancorar numa linha mais dramática, com pitadas de suspense. Algo que se viu no recente e interessante Maggie. Você está diante da extinção e o pouco que sobrou da humanidade está há alguns metros da sua casa, mas eles não conversam contigo, afinal, você fez algo tão ruim, que merece ficar sozinho.

Esse angustiante solitário é interpretado por Matthew Fox, que puxa vida, tem talento e devia estar fazendo coisas maiores. Um filme bobo, cheio de problemas e ainda assim o cara consegue entregar algo eficiente. O forte do filme é a maneira dramática como é tratada a relação de Patrick (Fox), Jack (Jeffrey Donovan) e a garotinha Lu (Quinn McColgan). Quando o longa começa a se aproximar do gênero horror, o impacto diminui, mas ainda assim bebe na ideia dos monstros à lá Abismo do Medo, o que não deixa de ser uma boa ideia. No fim, Apocalipse não é maravilhoso, mas também não vai acabar com seu mundo. É um longa honesto que lhe entrega uma boa história.



Apocalipse (Extinction - 2015)
Direção: Miguel Ángel Vivas
http://www.imdb.com/title/tt3467412/


  Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
-
Tecnologia do Blogger.