Header Ads

Trabalho Sujo

É engraçado como um filme agradável pode não ser, do ponto de vista crítico, um primor cinematográfico. Longas como Trabalho Sujo, da diretora Christine Jeffs, aguçam a discussão sobre  - o que é o Bom Cinema? Após assistir esse filme me senti deliciado com a história, mesmo constatando todas as limitações técnicas e narrativas adotadas pelos realizadores. Como nas novelas, quando o público se identifica e "compra" a história, não há crítico que consiga desatar. Ps.: Isso não se admite para a série Crepúsculo, claro.

As irmãs Rose (Amy Adams) e Norah (Emily Blunt) são alvas, ruivas, lindas, mas socialmente fracassadas. Rose é uma ex-líder de torcida, mãe solteira, que faz faxina e tem um relacionamento adúltero com um homem casado. Norah é uma jovem excêntrica, que não consegue se firmar em um emprego e ainda mora com o pai (Alan Arkin). O marasmo social e financeiro pode melhorar quando ambas montam uma diferente empresa de limpeza - elas limpam cenas de crimes.

Com base nessa sinopse veio-me a memória o deliciosa comédia de humor negro Eles Matam e Nós Limpamos, que foi produzido em 1996 por Quentin Tarantino. Trabalho Sujo opta por uma abordagem mais dramática, associando a sensação de morte presente no locais limpos pelas as irmãs, com o histórico familiar delas. É um draminha sem grandes pretensões, à lá Supercine, mas que me suscitou algumas análises: Amy Adams está infinitamente melhor nesse filme do que no chato e superficial O Vencedor, na qual foi indicada ao Oscar 2011; Alan Arkin é um baita ator, que mesmo vencendo o Oscar, ainda não tem o espaço que merece em Hollywood; e por quê um filme três estrelas não pode ser encantador e agradável, afinal, se os hotéis três estrelas podem ser.

Todo o ar indie do filme, cujo título inglês, Sunshine Cleaning, traz clara referência a Pequena Miss Sunshine, pode afastar alguns cinéfilos menos moderninhos. Contudo, é um bom drama, mostrando um pouco da cara suburbana dos EUA, onde as lindas alvas e ruivas também fazem faxina, até de sangue se for preciso. O único deslize do longa é não ter convidado a Nicole Kidman para fazer um ponta como mãe das referidas irmãs, afinal Amy Adams e Emily Blunt são um espelho do que Kidman foi no passado. Teria sido uma cena interessante.

 
Trabalho Sujo(Sunshine Cleaning - 2008)
Direção: Christine Jeffs
http://www.imdb.com/title/tt0862846/
-
Tecnologia do Blogger.