Header Ads

Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Uma das necessidades básicas do mundo moderno, e capitalista, é o dinheiro. Todos nós já passamos por um aperto ali o acolá por conta do famigerado “dindin”. Alguns correm atrás e trabalham, outros vendem o próprio corpo e ainda há os que recorrem aos atos ilícitos para consegui-lo. Agora, você assaltaria a própria mãe? Essa é a pergunta que incomoda o espectador ao longo do excelente filme do Sidney Lumet (Um Dia de Cão, 12 Homens e Uma Sentença), Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto.

Andy (Philip Seymour Hoffman) é um executivo cuja carreira está desmoronando. Para contornar um erro na empresa, convence o irmão Hank (Ethan Hawke), um desajustado falido, a assaltar a joalheria dos pais. O plano parece fácil, pois eles conhecem bem o funcionamento do lugar. A ação não sai como planejada, e sua mãe é morta.

Diante do ótimo roteiro de Kelly Masterson, Lumet, com seus 86 anos, empresta seu vasto talento a esta interessante obra que desperta a discussão sobre os caminhos que a ganância capitalista vem levando o homem. Claro que é preciso considerar que tais sentimentos como cobiça e ganância fazem parte do homem desde tempos mais remotos. Matar os pais por causa de dinheiro, ou mesmo poder, não é algo assim tão novo. Entretanto, o longa explora com uma sensibilidade árida e um tanto surpreendente a relação entre o amor materno e necessidade financeira.

O maior mérito do filme está apoiado nas interpretações firmes de Hoffman e Hawke. Lá pelo meio do segundo ato, Albert Finney, que interpreta o pai, traz mais uma avalanche sentimentos, finalizando com um cena completamente sufocante, que satisfaz os anseios, mesmo os mais primitivos, do espectador. Lumet realiza o que sempre fez no cinema: conduz interpretações avassaladoras sendo discreto cinematograficamente. Porém o vovô Lumet [desculpe mestre], antenado nas modernidades e apoiado em um roteiro estruturalmente moderno, propõem um narrativa fragmentada, mas fugindo dos clichês já intrínsecos a ela. A edição realizada por Tom Swartwout, dá uma dinâmica ainda melhor a estória, que por si só já arrebataria o espectador. Já diz o velho preceito: Tão importante quanto a estória, é como ela é contada. Nesse quesito, Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto, é um dos mais deliciosos filmes de 2007.

Se há algo errado no longa, é só uma breve insatisfação quanto a resolução da trama. Afinal, quem mata a mãe por dinheiro, a meu ver, tinha que ser morto com requintes de crueldade. Mas esta é um visão particular, embasada em preceitos latinos, fortemente carregados na importância matriarcal. Em outras palavras, torci demais para matar esses dois #%$*%^$(Sentimento este que só experimentei no final de Dogville)

Quisera eu à Deus que Sidney Lumet vivesse mais 86 anos. Para minha tristeza, infelizmente, os gênios precisam de um lugar reservado para serem venerados.
Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto é, novamente, mais uma obra prima na carreira monumental desse mito do cinema.


Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto (Before the Devil Knows You're Dead - 2007)
Direção: Sidney Lumet
Elenco: Philip Seymour Hoffman, Ethan Hawke, Albert Finney, Marisa Tomei.

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com
Tecnologia do Blogger.