Header Ads

E aí... comeu?

De acordo com Bruno Mazeo, E aí... comeu? é o terceiro capítulo de uma trilogia, iniciada com o sem graça Muita Calma Nessa Hora e com idiotamente engraçado Cilada.com. O longa é uma comédia esdrúxula que se apoia no universo das conversas ridículas e pornográficas que os homens quase sempre têm quando estão reunidos. O resultado é um filme meio rasteiro, mas que com desprendimento pode gerar até boas gargalhadas. No fundo, quando se recorre excessivamente a temas sexuais para fazer piada, isso muitas vezes não é bom. Mas convenhamos, prefiro a escatologia pornográfica de E aí... comeu?, do que assistir as comediazinhas água com açúcar que a GloboFilmes vem despejando nas telas. Ps.: Vou entender muito bem se você leitor preferir nenhuma das duas.

Curioso é que o roteiro do filme é assinado por Marcelo Rubens Paiva (Feliz Ano Velho) baseado em uma peça homônima escrita por ele. Poxa, pensa o cinéfilo, esse cara escreveu Feliz Ano Velho. Mas quem acompanha o blog e o twitter desse sujeito sabe que o cara é um doidão gente boa, fascinado numa putaria. "A maioria das mulheres gosta de ver que um homem, o homem que ela quer, fica de pau duro por sua causa. Precisam de um sinal claro de aprovação por aquilo que o homem mais cultua", trecho do livro Malu de Bicicleta, de Marcelo Rubens Paiva. Falei que o cara é pancada.

Voltemos ao filme. São três homens, o bom o mal e o feio, não (tsc), o casado, o solteiro e o recém-separado. Eles se encontram no fim do dia em um bar e conversam sobre mulheres e sexo. Cada um com suas histórias, embora um tanto perdidos, iludidos conversando sobre sexo, mas no fundo carentes em busca de amor. O filme é isso: um monte de gente falando asneira e putaria, para no fim reconhecermos que isso tudo é fachada para encobrir a busca incansável pelo amor. Claro, como estamos no século XXI, a era da consultoria, tudo isso supervisionado e orientado por um consultor, o garçom Seu Jorge, que já comeu ruiva, japonesa, loira e, até o fim do filme, deve comer alguém mais.

Particularmente gosto do humor ranzinza de Bruno Mazeo, que me fisgou na série Cilada. Infelizmente, ele acaba sempre fazendo o mesmo papel, ainda que suas sacadas continuem funcionando. O problema será manter isso funcionado por anos. E aí... comeu? é um filme bem despretensioso que no fundo não dá a mínima se você vai ou não gostar dele. Você assiste, ri um pouco e meia hora após o fim da produção nem se lembra mais da piada associando o pênis do Seu Jorge ao tamanho de uma garrafa de Coca-Cola dois litros. Mas vai lá, deixa de ser careta e assiste. Só não convida a sogra e a mãe para assistir junto.




E ai Comeu? (2012)
Direção: Felipe Joffily
http://www.eaicomeu.com.br/

Gilvan Marçal - gilvan@gmail.com -
Tecnologia do Blogger.